sexta-feira, 7 de julho de 2017

Seleção de 1982: a equipe que encantou o mundo

Créditos: Acervo CBF

Não é só conquistando títulos que se entra para a história do futebol mundial. A Seleção Brasileira de 1982 é um dos maiores exemplos. Trinta e cinco anos depois da eliminação para a Itália em Sarriá, o time comandado pelo técnico Telê Santana continua sendo espelho para gerações atuais. O atual comandante da Canarinho, Tite, inclusive, já declarou algumas vezes o quanto vê naquela equipe uma referência.

Durante a Semana do Futebol desse ano, o treinador afirmou que a Seleção de 1982 é um “modelo que o inspirou”. Quando ainda comandava o Corinthians, Tite revelou que “quando via Falcão, Sócrates, Cerezo e Zico, abria um sorriso de um lado a outro”. O sentimento do atual técnico da Seleção por aquela equipe genial é o mesmo de quase todo brasileiro que teve a honra de acompanhar aquele time, que contava com ídolos de grandes clubes do nosso país.

O Brasil terminou a Copa do Mundo de 1982 na quinta colocação. Se o título não veio, o lugar na história ficou garantido. A imprensa mundial, encantada pelo jogo bonito da Seleção, elegeu a equipe como a melhor da competição.

A Seleção Brasileira de 1982 pode não ter colocado uma estrela no uniforme, mas contribuiu muito para uma reafirmação da Amarelinha como exemplo de futebol arte. Fica a homenagem e o muito obrigado da CBF aos craques Waldir Peres, Leandro, Oscar, Luizinho,Toninho Cerezo, Júnior, Paulo Isidoro, Sócrates, Serginho, Zico, Éder Aleixo, Paulo Sérgio, Edevaldo, Juninho, Falcão, Edinho, Pedrinho, Batista, Renato Frederico, Roberto Dinamite, Dirceu e Carlos.

Seleção na Copa de 1982: 
14 de junho de 1982
Brasil 2 x 1 União Soviética – Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilha
Público: 68 000
Gols: Bal’ 34′, Sócrates 75′ e Éder 88′

18 de junho de 1982
Brasil 4 x 1 Escócia – Estádio Benito Villamarín, Sevilha
Público: 47 379
Gols: Narey 18′, Zico 33′, Oscar 48′, Éder 63′ e Falcão 87′

23 de junho de 1982
Brasil 4 x 0 Nova Zelândia – Estádio Benito Villamarín, Sevilha
Público: 43 000
Gols: Zico 28′, 31′, Falcão 55′ e Serginho Chulapa 70′

2 de julho de 1982
Argentina 1 x 3 Brasil – Sarriá, Barcelona
Público: 43 000
Gols: Zico 11′, Serginho Chulapa 66′, Júnior 75′ e Díaz 89′

5 de julho de 1982
Itália 3 x 2 Brasil – Sarrià, Barcelona
Público: 44 000
Gols: Rossi 5′, 25′ e 74′, Sócrates 12′ e Falcão 68′

Fonte Site da CBF

Ceará reafirma apoio à Liga do Nordeste e garante que não sairá da Copa do Nordeste

Resultado de imagem para fotos da copa do nordeste

O movimento de Sport e Náutico de abandonar a Liga do Nordeste e não participar da Copa do Nordeste 2018 não terá o apoio do Ceará Sporting Club. Na noite desta terça-feira, 4, o Alvinegro divulgou nota oficial na qual “reafirma suas respectivas condições de filiado à Liga do Nordeste como também se manifesta favorável à continuidade da Copa do Nordeste”.

A nota divulgada pelo Vovô conta ainda com a assinatura de outros grandes clubes do bloco regional, como Bahia, América-RN, ABC e CRB. Além deles, o Vitória-BA divulgou nota afirmando que também seguirá na competição.

O Fortaleza, que não disputará o Nordestão 2018 porque não se classificou através do Estadual, ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto.

Veja a nota na íntegra:
Os clubes-fundadores abaixo listados, publicamente, reafirmam suas respectivas condições de filiados à Liga do Nordeste como também se manifestam favoráveis à continuidade da Copa do Nordeste, respeitando as deliberações da Assembleia Geral realizada no dia 24 de março deste ano, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

De volta ao calendário de competições da CBF em 2013 e garantida inicialmente até 2022, a Copa do Nordeste é importante para o fortalecimento dos clubes da região. O sucesso nacional do torneio é fruto da parceria entre a Liga do Nordeste, que gere a parte comercial, com direitos de transmissão, logística e patrocínios; a CBF, responsável pela parte técnica, incluindo tabela, arbitragem e julgamentos via STJD; e as federações, com suporte institucional.

O novo formato da Copa do Nordeste, a partir da edição 2018, é um primeiro avanço para fortalecer ainda mais os aspectos técnicos e comerciais. No futuro, novas intervenções naturalmente serão feitas para valorizar ainda mais os clubes; sempre em Assembleia Geral da Liga do Nordeste e respeitando as parcerias com a CBF e as federações.

ABC Futebol Clube
América Futebol Clube
Associação Desportiva Confiança
Botafogo Futebol Clube
Ceará Sporting Club
Centro Sportivo Alagoano
Clube de Regatas Brasil
Esporte Clube Bahia
Fluminense de Feira Futebol Clube
Treze Futebol Clube

Fonte: www.opovo.com.br